Obrigado Cize - Site Especial Cesária Évora - SAPO Cabo Verde

Imprensa francesa ainda diz adeus à “mulher livre até ao último suspiro”

A morte da artista cabo-verdiana Cesária Évora, no sábado, já noticiada por todo o mundo, ocupa espaço ainda hoje na imprensa em França, país que abriu a porta à cantora para vinte anos de palcos.

A notícia chegou no sábado à tarde, pelas rádios, pela Internet, pela televisão. França recordava a palavra “morna”, que Cesária Évora pusera no mapa do mundo, ouvia “Sôdade”, lembrava os pés descalços com que "Cize" invocava os tempos em que o seu Cabo Verde era colónia portuguesa.

No domingo, o Journal de Dimanche noticiava, na primeira página, o "último suspiro" da cantora. O Aujourd’hui en France publicava o testemunho do cantor francês Bernard Lavilliers, em cujo álbum “Carnets de bord” Cesária Évora participou, na faixa “Elle Chante”.


@Lusa